mapa localização

BEM VINDOS - WELCOME- WILLKOMMEN - BIENVENIDO - YÔKOSO 「ようこそ」

Abaixo: Nossos prezados seguidores do site!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

DEUS É RACISTA OU A "PROFETISA" ERA MALUCA?

            

Discriminação racial

As pessoas de cor não devem pressionar para serem colocados em igualdade com os brancos.” - Testimonies for the Church Volume Nine, page 214, paragraph 3.

“Oportunidades estão sempre aparecendo nos Estados do Sul, e muitos homens de cor são chamados ao trabalho. Mas, por muitas razões, os brancos devem ser escolhidos como líderes. Todos nós somos membros de um corpo que é completo unicamente em Jesus Cristo, que vai elevar seu povo do baixo nível que o pecado degradou e então serão colocados onde devem ser reconhecido nas cortes celestiais como trabalhadores juntos a Deus.” Testimonies for the Church Volume Nine, page 202. 

“Devemos tratar as pessoas não-brancas com o mesmíssimo respeito com que tratamos as brancas. E podemos agora, por preceito e pelo exemplo, ganhar outros para o mesmo procedimento.   Mas há uma objeção ao casamento de brancos com negros. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer a sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitaria a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida. Por essa razão, caso não houvesse outras, não deveria haver casamentos entre brancos e negros. Manuscrito 7, 1896. 
“Nenhuma animação deve ser dada a casamentos dessa espécie entre nosso povo. Que o irmão negro se case com uma irmã negra que seja digna, que ame a Deus e guarde os Seus mandamentos. Que a irmã branca que pensa em unir-se em casamento a um irmão negro se recuse a dar tal passo, pois o Senhor não está dirigindo nessa direção.” Mensagens Escolhidas, Vol. 2, págs. 343-344.

LEIA TAMBÉM ESTE IMPORTANTE DEPOIMENTO CLICK NO LINK ABAIXO
http://nitrogricerinapura2010.blogspot.com/2012/02/so-os-fracos-na-fedeixam-igreja.html#more 

48 comentários:

  1. Esta profetisa, está totalmente errada, e quero ainda dizer que estes dois formam um belo casal.

    ResponderExcluir
  2. Prisão pra essa profetisa. Este rapaz parece barac obama

    ResponderExcluir
  3. esse blog e que e mentiroso, esse comentario sobre discriminação e mentira. se esse maluco que fala tanto do movimento adventista sabe tantas coisas sobre o mesmo, sem duvida deve ser um ex adventista que ficou com raivinha porque naum conseguiu ser pastor. é um boiola, viado...
    a biblia diz em apocalipse 14:12, aqui esta a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus, e tem a fe em jesus, e o 4° mandamento diz: lembra-te do dia de sábado para santificar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que li esse texto escrito por ela não tem base bíblica, outro ponto seria os negros na época lutando para estar em igualdade com brancos para acabar com o racismo e ter um espaço, aí recebe está mensagem tipo Deus mandaria uma mensagem dessa, último ponto seria isso um acréscimo a escritura sagrada se for que seja anátema.

      Excluir
    2. amigo anonimo , apoc 14: 12 nao cola mais nao ta . veja ai joao 13: 34 e mateus 22 36-40

      Excluir
  4. Esse anônimo é um idiota. Não tem coragem de se identificar e fica falando besteira. Que belo exemplo de adventismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Cláudio Júlio,eu não estou no unanimato.A própria TV IASD Novo Tempo declarou que Ellen G. White no púlpito fez uma profecia incondicional que não se cumpriu(essa falsa profecia está na minha Linha do Tempo-Ricardo Ferreira Pitsch no Facebook).Não se iludam,satanás não suscita um obreiro à toa,é para PERDIÇÃO.Faz mais de 100 anos que a igreja ageita as posseocias dela.(posseocia=profecia por possessão)

      Excluir
  5. O Dicionário define o racista:
    “Pessoa que tem ou manifesta sentimento de superioridade ou de agressividade de natureza preconceituosa ou discriminatória, em relação a indivíduos de outras raças...”
    Há 43 anos conheço os escritos de Ellen White, e posso assegurar: ela nunca foi racista. Ellen White atuou em seu ministério de 1844 a 1915, nos EUA. Escreveu muitos livros, cartas e manuscritos orientadores para pessoas individualmente. Um destes, foi o desaconselhamento do matrimônio entre dois americanos: um jovem escuro e uma jovem branca. Disse ela:
    “Somos uma irmandade... Devemos tratar as pessoas não brancas com o mesmíssimo respeito com que tratamos as brancas... Mas há uma objeção ao casamento de brancos com negros. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer à sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não tem o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitaria a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais que lhes deram essa herança para toda a vida. Por essa razão, caso não houvesse outras, não deveria haver casamentos entre brancos e negros.” - Manuscrito 7, 1896. Grifo meu.
    Percebeu sua sinceridade? Ela apenas aconselhou! Como todos os seres humanos são livres e a decisão é pessoal, casaria quem desejasse, certo?
    Continua...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um belo conselho tipo eu lutando contra o racismo aí Deus chega para essa Sra e dis que não posso amar uma pessoa branca nem casar pq meu filho vai ser humilhado fica complicado aceitar essa mensagem meu amigo principalmente por não ter base bíblica

      Excluir
    2. mulher maldita e desgraçada, e nem fui eu quem falou, foi o apostolo Paulo.

      Excluir
  6. (Continuação)...Não duvido que meus amados irmãos – branquinhos ou negrinhos do coração –, entendem este conselho dado numa situação especial dos EUA. Efetivamente, a sinceridade da irmã White amplia-se no Manuscrito 6, 1.891. Escute-a, com carinho:
    “Quem quer que, da família humana, se entregue a Cristo, quem quer que ouça a verdade e lhe obedeça, torna-se filho da mesma família. Os ignorantes e os sábios, os ricos e os pobres, os gentios e os escravos, brancos e negros Jesus pagou o preço da aquisição de sua alma. Se nEle creem, a eles se aplica o sangue purificador. O nome do negro está escrito no livro da vida, junto do nome do branco. Todos são um em Cristo. O nascimento, a posição, nacionalidade ou cor não podem elevar nem degradar os homens...”.
    Que clareza! Que sinceridade desta irmã tão difamada e condenada por alguns teólogos críticos desinformados! Disse mais ela:
    “O Senhor considera com compaixão as criaturas por Ele criadas, não importa a que raça pertençam. Deus ‘de um só fez toda a raça humana para habitar sobre a face da Terra’. ... Falando a Seus discípulos disse o Salvador: ‘vós todos sois irmãos.’ Deus é nosso Pai comum, e cada um de nós é guarda de seu irmão.” – Review and Herald, 21/1/1896.
    A irmã White, nunca foi racista. Lamentavelmente, ela tem se tornado mais do que isto para os inimigos de sua igreja, que contestam veementemente seu dom profético. Que pena!
    “Quando a Sra. White não recomenda o casamento entre brancos e negros, não foi por um fator biológico, ou da incompatibilidade genética entre uma raça e outra, pois todas as raças vieram de Deus (Atos 17:26), mas por motivos sociais oriundos de uma sociedade que discriminava fortemente, dolorosamente os negros.
    ....(Continua...)

    ResponderExcluir
  7. ...(Continua)“Se lidas com atenção as declarações sobre o assunto, vão revelar que ela estava mais preocupada com os resultados e consequências sociais e emocionais sobre os filhos de um casamento assim, do que com o casamento entre si. Sua maior preocupação era com pressões que o casal e os filhos receberiam das pessoas que com eles conviviam e eram dadas ao racismo.” – Pr. Moisés Mattos, Perguntas Que eu Faria a EGW, pág. 41 – Editora Ados.
    A irmã Ellen White, reconhecidamente, viveu numa época super conturbada que levou os EUA à guerra da secessão entre o sul e o norte, por causa do racismo.
    “Ellen conviveu com este período, quando o preconceito entre brancos e negros foi elevado ao seu nível máximo. Portanto ela teve que ser muito equilibrada para não perder de vista a missão maior da igreja, que era pregar o evangelho a negros e brancos, ou seja: a todos.” – Idem, pág. 39.
    Os Depositários do Patrimônio Literário White, informam:
    “Repetidas declarações de sua pena acerca de relações étnicas indicam claramente que o conselho sobre o casamento inter-racial não é uma questão de desigualdade, mas essencialmente uma questão de conveniência ou inconveniência provenientes de circunstâncias e condições que podiam resultar em ‘conflito, confusão e amargura’... igualdade de todas as pessoas e da fraternidade do gênero humano, e sua firme crença nela.” – Meditação Matinal 1968, pág. 288.
    A irmã White conhecia de sobejo esta e outras Escrituras: “Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus.” – Gálatas 3:28. (Atos 10:34; 17:26; Rom 10:12; Heb. 2:9).
    Ouça ela confirmando o apóstolo Paulo e a Palavra de Deus:
    “A religião da Bíblia não reconhece nenhuma casta ou cor. Ela não faz caso de posição social, riqueza, honra mundana. Deus avalia os homens como homens. Para Ele, o caráter decide seu valor. E devemos reconhecer o Espírito Santo em todo aquele em quem Ele é revelado.” – Testimonies, vol. 9, pág. 223.
    “Deus não reconhece distinção alguma de nacionalidade, etnia ou classe social. É o criador de todo homem. Todos os homens são de uma família pela criação, e todos são um pela redenção. Cristo veio demolir toda parede de separação e abrir todos os compartimentos do tempo, a fim de que todos possam ter livre acesso a Deus.” - Parábolas de Jesus, pág. 386.
    “Em nosso culto a Deus não haverá distinção entre ricos e pobres, brancos e negros. Todo preconceito se dissipará. Quando nos aproximamos de Deus, fá-lo-emos como uma só família.” – Meditação Matinal, 1968, pág. 288.
    ...(Continua)

    ResponderExcluir
  8. ...(Continuação) “Os muros do sectarismo, casta e raça desabarão quando o verdadeiro espírito missionário penetrar no coração dos homens. O preconceito é dissipado pelo amor de Deus.” – Review and Herald, 21/1/1986.
    “Têm sido erigidos muros de separação entre brancos e negros. Esses muros de preconceito ruirão por si mesmo, como aconteceu com os muros de Jericó, quando os cristãos obedecerem à Palavra de Deus, a qual recomenda que tenham supremo amor a seu Criador e amor imparcial ao próximo.” – Review and Herald, 17/12/1895.
    “Quando for derramado o Espírito Santo, haverá uma vitória da humanidade sobre o preconceito em buscar a salvação da alma de seres humanos. Deus dirigirá a mente das pessoas. Corações humanos amarão como Cristo amou. E a barreira racial será por muitos considerada de modo bem diferente da maneira pela qual é considerada presentemente. Amar como Cristo ama eleva a mente a uma atmosfera pura, celeste, altruísta.” – Testimonies, vol. 9, pág. 209.
    Que clareza! Notável!
    Tenho absoluta certeza, que todo leitor, movido por um sincero amor, verá que o conselho de Ellen G. White foi para um momento especial em que vivia seu país. E mais, certamente reconhecerá que ela nunca foi racista. Pelo contrário, sua pena exaltou a unidade racial no amor de Deus em Cristo Jesus. Aleluia!
    Nunca esqueça: nós, os Adventistas
    Do Sétimo Dia, amamos você!
    Se desejar mais informações, procure-nos, estamos te esperando de braços abertos,pois foi assim q Cristo morreu por todos nós!

    http//:www.advir.com.br
    http//:www.esperança.com

    ResponderExcluir
  9. NÃO PODE SER ESSE O CASO, POIS SE ELLEN WHITE NÃO FOSSE RACISTA JAMAIS DIRIA QUE O MOTIVO (SEGUNDO ELA EXISTEM OUTROS MOTIVOS QUE NÃO SÃO APRESENTADOS) PELO QUAL OS BRANCOS NÃO DEVEM CASAR COM OS DE COR É POR QUE "OS FILHOS DESSES CASAMENTOS MISTOS TÊM UMA AMARGURA PARA COM OS PAIS QUE LHE DERAM ESSA HERANÇA PARA TODA A VIDA".

    SENTIMENTO TÍPICO DE RACISTAS, O QUAL É PASSADO DE FORMA GENERALIZADA POR ELA COMO SE TODAS AS CRIANÇAS O FOSSEM. SE ELA DIZ QUE É UMA HERANÇA MALDITA PARA "TODA A VIDA", JÁ NÃO É UMA QUESTÃO DE TEMPO E LUGAR.

    NÃO SE TRATA DE UMA QUESTÃO DE SOLIDARIEDADE PARA COM AS CRIANÇAS, POIS SE ASSIM FOSSE NÃO ELA NÃO DIRIA QUE SÓ OS BRANCOS PODEM SER LÍDERES, POIS SE HOUVESSE UM APARTEIT IMPOSTO PELO GOVERNO A PONTO DE NÃO CONVIVEREM JUNTOS, NÃO HAVERIA ESSA DISCUSSÃO E OS BRANCOS LIDERARIAM OS BRANCOS E OS NEGROS LIDERARIAM OS NEGROS.

    MUITO MENOS DIRIA QUE "NENHUMA ANIMAÇÃO DEVE SER DADA A CASAMENTO DESSA ESPÉCIE [ENTRER NOSSO POVO]"

    É MUITO EVIDENTE QUE ELA ESTÁ SE REFERINTO AO AMBITO, AO CORPO DA IGREJA. PORTANTO NÃO É UMA QUESTÃO PARA E VINDA DOS INCREDULOS OU POR CAUSA DELES.

    SE ISSO NÃO É RACISMO, ENTÃO NÃO SEI O QUE É RACISMO!

    PASSAR BEM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O racismo dos adventistas existe sim,os brancos viram bichos ferozes se seus filhos namorarem negras(os). Minha filha é parda e na escola Adventista ela e uma colega foram apelidadas de NEGRAS CHIBÓSAS, por um adolescente adventista, São extremamente racistas e não só racistas como também preconceituosos de tudo que não é elitizado. Quem não possui diploma terceiro grau e não estiver estudando faculdade não é para convidar pra passar a mensagem. E o preconceito contra mulheres com filhos e sem marido, presenciei uma semana de oração pelas famílias, eram só membresia da elite quem aparecia no telão da igreja, e o pastor pediu para a diretora da recepção não coloca mulher sem marido na porta, no sábado dia do encerramento subiu um todo engravatado e com uns sapatos lustrosos, com uma folha de papel na mão e disse: Hoje á noite teremos um jantar em um restaurante de confraternização. Eu estou com a lista de todas as famílias casadas da igreja, se alguma estiver com alguma dificuldade(financeira) é só procurar (fulano) queremos todas lá . A ORAÇÕES A SEGUIR foram assim: Senhor abençoa as famílias casadas da igreja....e assim foi toda a ladainha. Como se Deus fosse tão limitado ou tão mesquinho que não ia abençoar as outras também. E fui aconselhada a nunca bater de frente com os ricos da igreja,pois jamais a comissão me deixaria ocupar qualquer cargo, sim os ricos é quem fazem parte da comissão. Chega um rico na igreja ganha vários cargos enquanto que o pobre fica dez anos e sempre sentado no banco até abrir os olhos e se mandar...isso se não fiar quela de que só lá tem salvação.

      Excluir
  10. Olá prezado Eduardo

    Parabenizo você,por ter amente clara, e entender de forma lógica, o que esta senhora escreveu de forma acintosa e desumana. Um abraço mano.

    ResponderExcluir
  11. Ellen White, Racista?

    Ellen G. White tem sido acusada, por alguns críticos, de racismo, de acordo com textos citados neste artigo. Estes textos, pretensamente, mostrariam que a autora desaprovava o casamento entre negros e brancos e mesmo excluía os negros de papéis de liderança entre os crentes de então. Antes de qualquer aprofundamento no tema, deve-se saber o que a acusada realmente pensava sobre o tema, para então chegar-se às finais conclusões:


    "Trabalho com os Negros

    "Há neste país um vasto campo não trabalhado. Os negros, numerando milhares de milhares, devem merecer a consideração e simpatia de todo verdadeiro e ativo crente em Cristo. Esse povo não vive em algum país estrangeiro, e não se prostram ante ídolos de pau e de pedra. Vivem entre nós, e repetidamente, mediante os testemunhos de Seu Espírito, Deus chamou nossa atenção para eles, dizendo-nos que aí se acham seres humanos negligenciados. Esse vasto campo está perante nós por trabalhar, pedindo a luz que Deus nos confiou. Testimonies, vol. 8, pág. 205.

    "Muros de separação têm sido construídos entre os brancos e os negros [a autora relata um fato corrente]. Esses muros de preconceito ruirão por si mesmos, como aconteceu com os muros de Jericó, quando os cristãos obedecem à Palavra de Deus, que lhes ordena o supremo amor ao Seu Criador e amor imparcial ao próximo. ... Que toda igreja cujos membros professem crer na verdade para este tempo, olhe para essa raça negligenciada e oprimida, que em resultado da escravidão [este conceito será muito importante para a interpretação dos textos ulteriores] foi privada do privilégio de pensar e agir por si mesmos. Review and Herald, 17 de dezembro de 1895.

    ResponderExcluir
  12. "Empenhemo-nos em fazer uma obra pelo povo do Sul. Não nos contentemos com simplesmente ficar a contemplar, tomando meras resoluções que nunca se cumprem; mas façamos de coração alguma coisa para o Senhor, para aliviar a miséria de nossos irmãos negros. Review and Herald, 4 de fevereiro de 1896.

    "O nome do negro está escrito no livro da vida, junto do nome do branco [acusar Ellen G. White de racismo só pode ser considerado uma calúnia criminosa!]. Todos são um em Cristo. O nascimento, a posição, nacionalidade ou cor não podem elevar nem degradar os homens [!!!!]. O caráter é que faz o homem. Se um pele-vermelha, um chinês ou africano rende o coração a Deus em obediência e fé, Jesus não o ama menos por causa de sua cor. Chama-lhe Seu irmão muito amado. The Southern Work, pág. 8, escrito em 20 de março de 1891.

    "Vem o dia em que os reis e os senhores da Terra teriam prazer em trocar lugares com o mais humilde africano que lançou mão da esperança do evangelho. The Southern Work, pág. 8, escrito em 20 de março de 1891.

    "Deus cuida não menos das almas da raça africana que possam ser ganhas para servi-Lo, do que cuidou de Israel. Ele requer muito mais de Seu povo do que este Lhe tem dado em trabalho missionário entre o povo do Sul de todas as classes, e especialmente a raça de cor. Não estamos nós sob obrigação mesmo maior de trabalhar pelo povo de cor, do que por aqueles que têm sido mais altamente favorecidos? Quem foi que manteve esse povo em servidão? Quem os conservou em ignorância? ... Se a raça se degradou, se são repulsivos nos hábitos e maneiras, quem os fez assim? Não lhes deve muito a gente branca? Depois de tão grande injustiça lhes haver sido feita, não se deveria fazer sério esforço por erguê-los? A verdade tem de ser-lhes levada, eles têm alma a ser salva, assim como nós. The Southern Work, págs. 11 e 12, escrito em 20 de março de 1891."

    ResponderExcluir
  13. (continuação)

    Os textos abaixo estavam em uma das (muitíssimas) versões anteriores do artigo "Ellen White" na "Weak"pédia:

    Racismo com Negros
    Casamentos entre negros e brancos
    "...há uma objeção ao casamento de brancos com negros. Todos devem considerar que não têm o direito de trazer a sua prole aquilo que a coloca em desvantagem; não têm o direito de lhe dar como patrimônio hereditário uma condição que os sujeitaria a uma vida de humilhação. Os filhos desses casamentos mistos têm um sentimento de amargura para com os pais [note-se que a autora relatava um fato presente, e não uma possibilidade futura] que lhes deram essa herança para toda a vida. Por essa razão, caso não houvesse outras, não deveria haver casamentos entre brancos e negros... [itálicos do editor Abviana, da Wikipédia].
    "...quanto à conveniência de casamento entre jovens cristãos brancos e negros, o esclarecimento que me foi dado da parte do Senhor foi que esse passo não devia ser dado; pois não é certo criar discussão e confusão [aqui a autora mostra claramente quais são as implicações: discussão e confusão. Não deixa, de forma alguma, entender que o motivo é a inferioridade da raça negra]. Tenho tido sempre o mesmo conselho a dar. Nenhuma animação deve ser dada a casamentos dessa espécie entre nosso povo. Que o irmão negro se case com uma irmã negra que seja digna, que ame a Deus e guarde os Seus mandamentos. Que a irmã branca que pensa em unir-se em casamento a um irmão negro se recuse a dar tal passo, pois o Senhor não está dirigindo nessa direção. Mensagens Escolhidas Págs. 343 e 344 (1912) [itálicos do editor Abviana, da Wikipédia].
    Negros na liderança da obra Adventista nos EUA
    "As pessoas de cor não devem pressionar para serem colocados em igualdade com os brancos." [o texto original se refere ao trabalho nas cidades do sul, onde existia um forte preconceito contra os irmãos da raça negra. Esta citação é, falaciosamente, retirada de todo um contexto para servir a propósitos anti-White muito simplórios e fracos] - Testimonies for the Church Volume Nine, page 214, paragraph 3.
    "Oportunidades estão sempre aparecendo nos Estados do Sul, e muitos homens de cor são chamados ao trabalho. Mas, por muitas razões, os brancos devem ser escolhidos como líderes [note-se o contexto]. Todos nós somos membros de um corpo que é completo unicamente em Jesus Cristo, que vai elevar seu povo do baixo nível que o pecado degradou e então serão colocados onde devem ser reconhecido nas cortes celestiais como trabalhadores juntos a Deus." Testimonies for the Church Volume Nine, page 202 [itálicos do editor Abviana, da Wikipédia].
    Neste recorte da Wikipédia, os textos em itálico são do editor anti-adventismo Abviana. Os comentários entre colchetes e os demais grifos são deste blog.

    ResponderExcluir
  14. Considerações e conclusões:

    À luz dos primeiros textos (propositalmente omitidos na "Weak"pédia) e também das circunstâncias em que a autora redigiu os últimos, pode-se ver que os seus conselhos visavam proteger os irmãos negros de discriminação e contrafação, sobretudo nos estados do sul, onde o racismo foi muito mais intenso.

    Visitei Atlanta, capital do estado da Geórgia (EUA), alguns anos atrás. É impressionante saber que apenas a área hoje conhecida como "underground" foi o que restou da cidade durante a guerra civil. E os negros estavam no centro da ideologia motivadora da guerra. O racismo sempre foi intenso nos Estados Unidos (veja a "KKK"- Klu Klux Klan) e, certamente, no período em que vivia a autora, as situações em detrimento dos negros eram, decididamente, muito piores do que as de hoje.

    Como retratado nos anais e pincelado nos trechos do livro Serviço Cristão, os negros foram, graças à escravidão dos brancos, privados de educação, cultura e recursos essenciais ao seu desenvolvimento como classe dentro da sociedade americana. Naquela ocasião, naquele espaço geográfico, é inegável concluirmos que eles possuíam inúmeras deficiências em relação a classe branca. Dentre estas deficiências, a principal era sua aceitação como pessoas iguais por parte da classe branca. Isto diminuiria sua eficácia no trabalho missionário entre os brancos do sul. Deixe-se muito claro que isto ocorria por causa do cerceamento de seus direitos pela escravatura e, obviamente, não por causa de sua etnia. Este é o pensamento que White possuía ao aconselhar que brancos liderassem o trabalho missionário na ocasião, que são óbvios no contexto textual e foram, propositalmente, omitido pelos críticos da autora.

    Entretanto, nenhuma destas reflexões pode, com efeito, defender melhor a autora das falaciosas acusações de racismo do que o próprio texto da mesma, já exposto acima.

    Como se pode ver, os textos incluídos na Wikipédia foram, antes de qualquer coisa, criminosos. A personalidade espúria que se deteve no trabalho de pesquisar textos que acusavam a autora de racismo certamente encontrou textos que, se ao menos lidos, contrafariam a idéia.

    Muitos são os engodos que são apresentados nas grandes mídias para, se possível, enganar os próprios eleitos.

    Mc 13:33 "Olhai! vigiai! porque não sabeis quando chegará o tempo."

    SÓ NÃO ENTENDE SE NÃO QUISER!

    ResponderExcluir
  15. ôôô gente... Eu sou Adventista do Sétimo dia, Quando ela escreveu isso, os EUA estavam em Guerra Civil, éé soo pesquisar que vcs vão entender, brancos x negros... Por isso que ela disse pra não se unirem, pq dava briga, entenderam??
    Se casassem um branco e um negro, o negro ia morrer e o branco ia ficar triste, éé isso que ela quiz dizer...
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando ela escreveu isso....Mas o racismo continua na igreja adventista,eu fui adventista e presenciei isso, quando um branco namora uma parda os pais viram bichos, chegam a mandar os filhos pra longe estudar ou simplesmente morar, bem longe sem dar o endereço a ninguém, ANONIMO SEI DE TANTAS COISAS DE ARREPIAR OS CABELOS!
      Pastor pardo, nem pensar os filhos dos brancos chutam as canelas dos filhos do pastor negro sem contar que a elite se reúne e manda transferir o sujeito! Minha filha é parda sabe como ela era chamada juntamente com outra adolescente dentro da escola adventista por um adventista adolescente? negras chibósas. Negras adventistas me contaram cada fato que enfrentaram na igreja, da diretora dos jovens dizer pras outras Voces nem olhem para esses negros, esse fato nãoé recente mas também não é do século 19 e nem aconteceu nos EUA. Para encerrar vou te contar um fato, uma senhora já da terceira idade da minha classe escola sabatina referiu-se a minha filha como sendo adotada, falei que era legítima então esta senhora adventista de berço nunca mais falou comigo hehehe Então são ou não são preconceituosos e racistas????

      Excluir
  16. SE O DEUS DE ELLEN WHITE DEFENDE QUE UMA SOCIEDADE RACISTA NÃO DEVE SER PERTURBADA NEM CONTRARIADA PARA NÃO GERAR "DISCUSSÃO E CONFUSÃO" ENTRE CASAIS OU PARA SE TER VANTÁGENS NO MUNDO SECULAR, SEJA AONDE FOR OU MESMO "ENTRE NOSSO POVO"...
    E AINDE DIZ QUE UM DOS MELHORES MOTIVO É "NÃO TER O DIREITO DE DE DAR À SUA PROLE O QUE A COLOCA EM DESVANTAGEM" POR QUE O MUNDO ASSIM O PENSA; ENTÃO TANTO O DEUS DE ELLEN WHITE COMO ELA MESMA SÃO CONIVENTES E RACISTAS POR MOTIVOS SECULARES.

    ONDE ESTÁ ESCRITO NA BIBLIA QUE O ETERNO DEFENDEU TAL PROCEDIMENTO RACISTA E COVARDE POR MOTIVOS SECULARES?

    NÃO, POR MAIS QUE TENHA, NALGUM MOMENTO, FALADO A FAVOR DOS NEGROS, TANTO O SEU PENSAMENTO QUANTO O DO SEU DEUS SÃO INFLUENCIADOS PELO MEIO.

    POIS O TEMPO NÃO TORNA UMA CRIANÇA RACISTA A NÃO SER QUE SEJA CAUTERIZADA PELOS PAIS RACISTAS A PENSAR DE MESMA FORMA.

    HÁ PESSOAS QUE MORAM NO MORRO E NEM POR ISSO SÃO BANDIDAS, CONSIDERANDO QUE NOS MOROS DO RIO O QUE AINDA REINA É A BANDIDAGEM.

    SE ELLEN FOSSE VIVA O SEU DEUS DIRIA A ELA QUE OS "FAVELADOS" NÃO DEVEM CASAR-SE COM OS QUE MORAM NO ASFALTO PARA NÃO GERAR CONFUSÃO E PARA QUE OS FILHOS NÃO TENHAM UMA HERANÇA AMALDIÇOADA. AFINAL OS QUE MORAM NO MORRO SÃO MAU VISTOS, PEGA MAL, NÉ NÃO?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado, bem isso Essa igreja adventista é de Elite Europeia. Vi, ouvi passei tanta coisa nessa igreja racismo declarado, hoje se uma morena namora um branquinho e pior se for de família que pertence a classe eletizada, não aprovam o namoro e ainda ficam viradas em feras, são muito racistas, e não é em relação a casamento, os brancos são racistas, pastor ou obreiro com a pele pigmentada NEM PENSAR... DIFÍCIL SER ACEITO NÃO FICA NEM UM ANO PASTOREANDO É CORRIDO DE UM LADO PARA O OUTRO.Aqui teve um pastor vindo do Rio de Janeiro sofreu racismo por ser pardo e sua esposa e filhos um pouco mais escuros, os filhos dos brancos chutavam as perninhas dos filhinhos do pastor na calçada da igreja a´pós culto, e quando o pastor vinha defender suas crianças os anjinhos branquinhos diziam: já vem esse NEGRO incomodar aqui. E eles tem preconceito com pobre, com quem não tem um diploma faculdade, com mulher que tem filhos e não tem marido Conclusão que chequei que a igreja adventista é para elite e os pobres e todos que compõe a classe dos excluídos permanece lá porque gostam de servirem de bobos da cote. a classe dos excluídos não participa de programações sociais, o ministério da família tem jantares em restaurante um atrás do outro, mas mulheres sem marido e seus filhos também, não podem ir a esses jantares pois não são consideradas família, A lei do país afirma que são famílias.Não só excluem essas pessoas como as comparam com casais homossexuais. Toda vez que discuto esses assunto com adventista estudado cheio de sabedoria ouço dizer a mim: OLHA SE A IGREJA ACEITAR VOCÊS E SEUS FILHOS COMO FAMÍLIA , ENTÃO TEREMOS QUE ACEITAR OS CASAIS DE GAYS TAMBÉM... Entendi que eu e meus filhos somos da classe dos casais de gays...

      Excluir
  17. Eu sou o carinha da foto,e não gostei da comparação eu sou mais bonito,alias a pedrada que essa velha levou só podia dar nisso,deus era um maluco a escolher ela como profetisa me chama pai,chama rsssssuiii...

    ResponderExcluir
  18. Sou advventista e não concordo com os escritos dela,tenho uns 6 anos que faço parte do rol de membros.
    Acho que pra Deus não existe cabelo crespo ou liso,pele branca ou de cor,pois se vc se considera um verdadeiro cristão faça como Cristo,que veio ao nosso meio para todos que nele crer tenha vida eterna e não para ricos,brancos etc na minha igreja estão esquecendo da Biblia para ler livros dessa senhora!!!Não sai da igreja ainda por que estou ali para adorar a Deus,nunca tive a intençao de ler livros dela como tentaram impurrar guela abaixo,ja presenciei um pregador dizer que nos tempos livres e melhor esta com o espirito de profecia na mão!!!e abiblia que é a palavra de Deus ,fica onde ?na estante guardada!!!!Sou adventista não nego mas a primeira vez que me falaram desta mulher eu não quis mais ouvir falar nela mas infelizmente a nossa igreja parece adorar ela como os católicos adoram a Maria!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmao, vc nao é adventista. O mais ignorante dos adventistas nao faria essa comparaçao entre Maria e Ellen White.
      Um adventista do setimo dia jamais se aproveita de discussao publica para falar mal da igreja adventista. O acusado de noosos irmaos é satanás

      Excluir
    2. Eu abandonei a Igreja Adventista. Eles acreditam mais nas profecias dela e nos escritos dela.

      Excluir
    3. querida se você não crê nos escritos da profeta então não és adventista, e teu batismo nãotem valor.
      Você ouviu bem quando se batizou????o pastor te perguntou se você crê que Ellen white é profetisa e que seus escritos foi Deus quem mandou escrever??? Se você tivesse dito NÂO CREIO, não seria batizada e nem aceita membro da igreja. ENTÃO??????

      Excluir
  19. Ola prezado!
    Respeito sinceramente sua opinião, em ser adventista e você salientou que freqüenta apenas, para adorar deus dentro dela.
    Todavia se você adotar o critério que eles (organização) usam, terá que sair do meio desta seita.
    Em linhas gerais, os lideres adventistas, mandam sair das igrejas que não seguem o que eles ensinam. Nunca vi nenhum adventista freqüentar sistematicamente outra denominação para adorar, pois dizem ser um ambiente onde deus não habita, e, por que será! Segundo eles deus não pode habitar em lugares que ensinam a mentira, e não guardam sua lei.
    Se este conceito serve para outras, isto também se encaixa perfeitamente com IASD, que ensinam mentiras e tem suas doutrinas baseadas em visões de uma falsa profetisa.
    A questão meu prezado, e que para organização e a própria Sra. White, você esta em rebeldia contra deus, pois não crer na “escolhida” dele para ser a mentora deste sistema.
    Quando o apocalipse diz: Sai dela povo meu, não esta de forma nenhuma falando das outras religiões, e protegendo a sua... Fala de todo sistema humano, onde há erros e mentiras.
    Um abraço,
    Volte sempre.

    ResponderExcluir
  20. Olhem para a foto da falsa profetiza, ela era uma afro-descendente autêntica. Que autoridade teria a ellen para falar de racismo? Só o sobrenome dela (white) é branco. Ela não deveria se casar com um branco como foi o caso. Essa mulher é um tremendo absurdo, uma complexada recalcada.

    ResponderExcluir
  21. Olhem para a foto da famosa falsária ellen. Ela era uma afro-descendente. Não entendo como ninguém fale sobre isso. Só ficam falando que ela era racista, mas como uma negra seria racista com sua própria raça? Essa mulher é um absurdo dos absurdos. Profetiza de quem? Todos os profetas foram homens e Deus resolveu escolher uma mulher nos últimos tempos e isso depois que o Apocalípse foi escrito. Deus escolhe varões para o ministério. Mulher na liderança é uma desonra para a Igreja do Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correto, amigo. Só os cegos, como os adventistas não percebem isso. Uma afro-descendente ter a ousadia de falar contra sua própria origem. E também, uma mulher profetisa de Deus? Mulher, biblicamente, nem deve ser pastora.

      Excluir
    2. ANônimo todas os profetas foram homens? sugiro que leia mais a bíblia. Ellen G. White é tão racista quanto Paulo e Jesus eram escravagistas, "Exorta os servos (escravos) a que sejam submissos a seus senhores em tudo" Tito 2:9, 1 Timóteo 6:1, Na época de Jesus, existiam escravos, e Jesus não falou nada contra isso, pq? a resposta é a mesma para Ellen G. White. pq em ambos os casos, são casos especiais, onde é dito para o contexto da época. No caso de Jesus e Paulo, a missão não era abolir a escravidão da época, Já no caso de Ellen G. white se refere a maneira como os negros eram tratados na época da guerra civil, onde um marido não poderia pegar o mesmo ônibus que a esposa no caminho ao trabalho, onde se seu filho nascesse negro, seria impedido de estudar, em escolas de brancos e de morar com seu pai (branco) pois existiam bairros, para brancos e negros, estudem a época em que foi escrito o livro ( entre 1905- 1909) e sobre a segregação racial e o tempo pós guerra civíl, entre escravagistas e anti-escravatura, e imaginem alguém que quer servir a Deus como obreiro, nessa época, como um pastor que quer pregar a Deus numa sociedade, que não aceita sua esposa e filho negros, ou ele n é aceito por ser branco. imagine isso o inverso, uma mulher branca, com um negro, uma mãe n poder morar com seu filho negro, nem ir levar ele na escola pois os transportes são divididos pelas cores.

      Excluir
    3. Era uma louca, só não comia merda porque fedia

      Excluir
  22. Gostei da comparação entre Maria para os católicos e Ellen para os adventistas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MARIA É MÃE DE JESUS. OS CRENTES QUEREM TRANSFORMAR ELA EM SÓ BARRIGA DE ALUGUEL. A INTENÇÃO É ATASCAR A IGREJA, E PRA ISSO ELES NÃO TEM LIMITES.BEM QUE JESUS AVISOU QUE APARECERIAM OS FALSOS PROFETAS, E QUE ENGANARIAM A MUITOS.

      Excluir
    2. se Maria é Mãe de Jesus, quem é o Pai que semeou o semem???mostre na bíblia. mas ja vou adiantando mateus 12.48 48 Ele, porém, respondendo, disse ao que lhe falara: Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos? se ele próprio não a reconhecia como mãe porque vcs o fazem?

      Excluir
  23. Cara, sou ex-adventista... É muita porcaria de doutrina lá dentro; tem que fazer vistas grossas pra permanecer lá, e isso é tudo que Satanás quer. É uma armadilha terrível a seita, uma cama quentinha que vai adormecer tua mente. Não conheçam essa seita do inferno travestida de santidade, pois é uma perda de vida ficar lá. Jesus volta em breve, agarrem-se à Palavra do Senhor e retirem-se dessas igreja demoníacas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que se livro desse encosto do inferno.Parabéns e divulgue este site.

      Excluir
    2. Eu nem posso ser adventista, sou uma mulher sem marido e com dois filhos, sou comparada a um casal de gays. Quando fui saber do porque só famílias casadas comem juntas nos jantares que eles realizam em restaurantes da cidade, e eu e meus filhos não podemos comer junto a elas, me disseram que não somos uma família, e que se fôssemos ser aceitos , os casais homossexuais também o seriam. Então já que os casais de gays não são aceitos e eu e meus filhos somos considerados como uma casal gay, então saí fora e estou muito feliz realizada abençoada em outra denominação que não guarda o sábado mas guarda a lei do amor. É MUITO FÁCIL GUARDAR O SÁBADO ,PRINCIPALMENTE PARA EMPRESÁRIOS RICOS, MAS GUARDAR O MANDAMENTO DO AMOR NÃO É PRA QUALQUER IGREJA. JESUS PREGAVA PARA AS MULTIDÕES ELE NUNCA SE PREOCUPOU EM SEPARAR CASADAS DE NÃO CASADAS ...AH, ME POUPE!!!



      Excluir
  24. engraçado...ela nao incentivava os irmãos a lutarem contra o racismo...podia ate nao ser racista, mas dizia pra ninguem se meter nestas questões.

    Agora o domingo....a esse sim. COitado desse dia, é tão massacrado. O domingo ela sempre incentivou inclusive as revistas, a falarem contra esse "falso dia".

    Nao disse pro pessoal ficar calado e quieto contra esse "erro" contra a lei de Deus. Agora o racismo, um erro claro contra a Lei de Deus...esse aí dava pra ficar calado...e aceitar quieto, sem muito alarde.
    são muitas incoerências.
    Denis Bastos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A PROFETISA NUNCA GUARDOU O SÁBADO ,,,Foram os BATISTAS DO SÉTIMO DIA QUEM ENSINARAM OS ADVENTISTAS A GUARDAR O SÁBADO, ERAM DOMINGUEIROS...E GRAÇAS AOS BATISTAS HOJE NÃO SÃO MAIS DOMINGUEIROS.. E NEM AGRADECEM OS BATISTAS FICAM BEM CALADOS NEM DIVULGAM O BEM QUE OS BATISTAS DO SÉTIMO DIA FIZERAM

      Excluir

SEU COMENTÁRIO SÓ SERÁ PUBLICADO, SE TIVER SEU NOME E EMAIL, CASO CONTRÁRIO, NÃO SERÁ PUBLICADO. Só será publicado se for para refutação com base. Teremos o prazer de publicar, caso contrário não será publicado.